Mentoplastia

 
 


Quando falamos sobre alterações estéticas do mento (queixo), antes de indicar a cirurgia, devem-se excluir primeiramente a presença de alteração funcional da mandíbula e da maxila – que pode resultar em apnéia obstrutiva do sono (SAOS) e distúrbios oclusionais da mordida (mordida cruzada, aberta...). Nesses casos, pode haver necessidade de uma cirúrgica ortognática. Pacientes candidatos, devem passar em consulta com cirurgião bucomaxilofacial ou craniomaxilofacial, que são os profissionais adequados para realizar avaliação e procedimento cirúrgico.

A mentoplastia é uma cirurgia mais simples e deve ser realizada com o intuito de deixar o queixo mais harmonioso com o rosto. Pode-se aumentar (avançar) ou diminuir (retroposicionar), corrigir desvios e alterar a forma do mesmo.
 
 

Aumento do queixo



A cirurgia de aumento pode ser realizada usando um implante de silicone ou com o avanço do próprio osso do queixo. A fim de obter os melhores resultados, é normalmente realizada em conjunto com outros procedimentos faciais como a rinoplastia para harmonizar melhor a face, ou mesmo ritidoplastia para rejuvenescer e devolver contorno ao rosto.
 
 

A Consulta



A consulta inicial envolve uma cuidadosa avaliação de sua saúde, suas proporções faciais, seu esqueleto facial e tecidos moles, e suas expectativas – todos fatores fundamentais no resultado da cirurgia. Antes de qualquer procedimento estético, o cirurgião deve proceder a uma avaliação rigorosa facial e esquelético. Você deve expressar claramente suas expectativas e compreender os possíveis resultados.

Você deve vir à consulta preparado para discutir sua história médica, fornecendo informações sobre quaisquer condições médicas, alergias, tratamentos e cirurgias anteriores e medicamentos de uso diário.
 
 

A Cirurgia



Para a cirurgia de implante de queixo, será realizada uma pequena incisão no interior da boca ou, em alguns casos, pela pele logo abaixo do mento, por onde o implante é inserido e estabilizado, com sutura da incisão. É realizado um curativo no queixo para fixá-lo durante período de cicatrização.
 
 

A Recuperação



Durante a recuperação, o paciente deve:

• Limitar de atividade física intensa durante as primeiras três semanas • Siga a dieta recomendada • Tome medicamentos para a dor como indicado • Tomar antibióticos como indicado nos 7 primeiros dias

Geralmente, as suturas intraorais não necessitam de remoção, pois serão reabsorvidas ou cairão sozinhas. Caso a incisão seja realizada submentoniana (abaixo do queixo), as suturas serão retiradas de 5 a 7 dias. No geral, 7 a 10 dias são suficientes para o paciente retornar as suas atividades.